Audiência Pública esclarece dúvidas sobre o contrato com a Corsan

            Aconteceu na tarde do dia 11 de setembro, Audiência Pública para conhecimento da comunidade do contrato firmado entre Corsan com a Prefeitura de Frederico Westphalen, firmando contrato de cooperação. A audiência realizou-se no auditório da Câmara de Vereadores, contou com presença dos vereadores Lauro Chielle, Belomir Vendruscolo, José Armando Grassi e Clênio Milani e com chefe da unidade local da Corsan, Moacir Girardello bem como a presença do prefeito, porém não pode permanecer até o final da audiência por ter outros compromissos agendados a comunidade local também se fez presente.

            Representando a Corsan estiveram o Superintende de Relações Institucionais da Corsan Porto Alegre, Julio César Fagan Faccin e a Chefe do Departamento de Gestão dos Contratos de Programa Gislaine de Borba Melo.

Gislaine fez um apanhado geral dos recursos invertidos da pela empresa no Estado, informou dados sobre a unidade local, que possui 20 funcionários e fechou o ano de 2008 com prejuízo de quase R$ 900,00. Foram destacadas cláusulas do contrato assinado com a prefeitura, contrato este que determina prazo até 11 de novembro para entrega de relatório de estudos, sendo que será sobre este relatório elaborado projeto de saneamento de água e esgoto no município.

            Gislaine disse que o projeto está atrasado por atraso da firma contratada pela Corsan para realizar estes estudos, mas que até o vencimento do prazo estabelecido o relatório será entregue. “A Corsan não pode entregar o plano de saneamento, ela tem que entregar os estudos e cabe a prefeitura elaborar os projetos.” Diz o superintendente Julio Fagan.

            Há uma preocupação com relação às taxas que serão cobradas pela prestação deste serviço, mas só vai pagar taxa de esgoto quem estiver ligado à rede de tratamento. Sendo que esta taxa deverá ficar entorno de 50% a 70% do valor da tarifa básica e não sobre o valor total da conta.

            A prefeitura terá de organizar um plano diretor para saneamento básico, para melhor definir como será o saneamento na cidade.

            Por ser um contrato de Gestão Associada dispensa licitações, pois é um projeto de cooperação, que tem como agencia reguladora AGERS.

 

Viviane Vendruscolo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: